SEJAM BEM VINDOS!

Povo de Deus, este Blog tem a intencão de divulgar a devoção a Nossa Senhora da Rosa Mística. Que Maria abençoe a todos com suas graças e muitos dons para podermos evangelizar e colocar no caminho da salvação nossos irmãos queridos.

terça-feira, 31 de maio de 2011

31 - NOSSA SENHORA APARECIDA, PADROEIRA DO BRASIL


LEITURA: (Lc 10, 23-24)


REFLEXÃO:
      Tudo começou nas águas de um rio: uma imgem encontrada por pescadores, homens simples, mas de fé profunda. A imagem enegrecidade lembra a cor de grande parte da população brasileira. Em Aparecida ela é invocada como Mãe que ama e acolhe seus filhos. No santuário, as pessoas olham para Maria e se unem a ela para ouvir a Palavra de Deus, para pedir perdão pelos pecados, para se alimentar da eucaristia, estabelecendo uma comunhão íntima com seu Filho. De Aparecida brota  o compromisso de ser discípulos e missionários do Evangelho de Jesus.



ORAÇÃO A SENHORA APARECIDA:
      Senhora Aparecida, eu renovo neste momento, a minha consagração. Eu vos consagro os meus trabalhos, sofrimentos e alegrias; o meu corpo, a minha alma e toda a minha vida. Eu vos consagro a minha família.
      Ó Senhora Aparecida, livrai-nos de de todo o mal, das doenças e do pecado. Abençoai as nossas famílias, os doentes, as crianças. Abençoai a Santa Igreja, o Papa, os bispos, os sacerdotes e ministros, religiosos e leigos. Abençai a nossa paróquia e o nosso pároco.
      Senhora Aparecida, lembrai-vos que sois padroeira poderosa de nossa pátria. Abençoai nosso governo. Abençoai, protegei e salvai o vosso Brasil. Assim seja!

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

segunda-feira, 30 de maio de 2011

30 - VENERADA E LOUVADA POR TODAS AS GERAÇÕES



LEITURA: (Lc 1,48)

REFLEXÃO:
      A veneração a Maria Santíssima manifesta o lugar que ela ocupa na Igreja e na vida de cada cristão. Depois de Cristo, ela ocupa o lugar mais alto junto de Deus e também o mais perto de nós, seus filhos. Como não amar e venerar aquela que nos trouxe Jesus, nosso Salvador e Senhor? O culto que prestamos a Maria não é adoração, pois isto devemos só a Deus, mas de veneração e amor. Veneração pela dignidade de mãe de Deus a que ela foi elevada, e de amor porque ela nos adotou com filhos e vela sobre nós com maternal cuidado.

ORAÇÃO: Consagração da Família:
      Vinde, ó Maria, entrai e habitai nesta casa, que nós vos oferecemos e vos consagramos. Sede bem-vinda: nós vos recebemos de braços abertos e com alegria de filhos. Sabemos que não somos dignos, mas a vossa bondade é maior, sabemos que não recusais o convite dos vossos humildes filhos. Nós vos acolhemos com o mesmo carinho com o qual o apóstolo João vos recebeu em sua casa, após a morte de Jesus. Intercedei por nós junto a vosso filho Jesus! Afugentai de nós o pecado. Sede luz, alegria, santidade, como fostes na família de Nazaré. Sede, em nossa casa, a Mãe, a Mestra e a Rainha. Aumentai em nós a fé, a esperança e a caridade. Infundi-nos o espírito de oração. Que Jesus Mestre, Caminho, Verdade e Vida reine em nosso Lar. E, enfim, que todos os membros de nossa família possam um dia estar convosco no céu. Amém! (TIAGO ALBERIONE)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...



Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

domingo, 29 de maio de 2011

29 - MEDIANEIRA DE TODAS AS GRAÇAS ENTRE DEUS E AS PESSOAS


LEITURA: (Jo 2,3)

REFLEXÃO:
       O Papel maternal de Maria não diminui em nada a mediação de Jesus. Funda-se na mediação de Cristo, do qual depende totalmente e ao qual está intimamente ligada, como mãe. Maria cuida com amor materno dos irmãos e irmãs de seu filho, que ainda caminham entre os perigos e as dificuldades desta terra, até que alcancem a felicidade no céu. Conforme a experiência do século, a Igreja recomenda a todos a devoção a Maria para chegarmos a Jesus. Como é meu amor por nossa Senhora? Acredito que ela pode me ajudar a encontrar Jesus?

ORAÇÃO: (SALVE-RAINHA)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

sábado, 28 de maio de 2011

28 - COROADA COMO RAINHA DO CÉU E DA TERRA




LEITURA: (Ap 12,1 - Lc 1, 31-33)

REFLEXÃO:
     Maria é uma rainha maternal e cheia de bondade para com todos os seu filhos, especialmente pelos mais necessitados. Ela compreende a fragilidade de nossa natureza e é compassiva quando falhamos. Socorre os pequeninos, os doentes e os excluídos de uma sociedade prepotente e ambiciosa. Ela é a rainha da paz e do amor ao próximo. É a rainha da harmonia entre as pessoas e os povos. Agradeçamos sua maternal proteção e sejamos, nós também, bondosos e misericordiosos.

ORAÇÃO:
Rainha dos anjos,                                         rogai por nós.
Rainhados patriarcas,                                    rogai por nós.
Rainha dos profetas,                                      rogai por nós.
Rainha dos apóstolos,                                   rogai por nós.
Rainha dos mártires,                                      rogai por nós.
Rainha dos confessores,                                  rogai por nós.
Rainha das virgens,                                         rogai por nós.
Rainha de todos os santos,                               rogai por nós.
Rainha concebida sem pecado original,            rogai por nós.
Rainha assunta ao céu,                                      rogai por nós.
Rainha do Santíssimo Rosário,                         rogai por nós.
Rainha da paz,                                                   rogai por nós.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

sexta-feira, 27 de maio de 2011

27 - ASSUNÇÃO AO CÉU DE CORPO E ALMA


LEITURA: (Sl 132, 8 e Ap 12, 6)

REFLEXÃO:
      Maria está unida a seu Filho como Mãe e participante de sua vida e sofrimentos; igualmente, e de maneira singular, ela participa de sua glória, sendo elevada integralmente à glória de Deus. O Senhor olhou para a humildade de sua serva e realizou para ela coisas grandiosas (Lc 1, 48-49). O caminho do céu e da glória eterna é este: a humildade do servo que sempre faz a vontade de seu Senhor. É ser fiel discípulo e ardoroso missionário de Jesus. Só assim, um dia seremos participantes de sua glória.

ORAÇÃO: (Sl 23)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

26 - VER A IGREJA NASCENTE FIEL A JESUS



LEITURA: (At 2, 42-45)

REFLEXÃO:
       Maria foi o modelo da verdadeira discípula de Jesus. Ela percorreu, com amor e fidelidasde, o caminho do seguimento do Mestre, sempre dócil aos apelos do Espírito Santo e atenta à palavra do Pai. Quem se propõe a seguir Jesus e se norteia pelos ensinamentos do Evangelho deve estar disposto a acompanhar o Mestre nas horas de alegria, de exaltação, de transfiguração, mas também nas horas de sofrimentos e de morte. O verdadeiro discípulo de Jesus deixa-se orientar pela Palavra e envolve-se na comunidade, onde partilha sua fé e aprende a servir. Sou eu também um autêntico discípulo de Jesus?

ORAÇÃO:
      Ó Mãe, que conheces os sofrimentos e as esperanças da Igreja e do mundo, assiste os teus filhos nas provas cotidiabas que a vida reserva a cada um e faz com que, graças ao esforço de todos, as trevas não prevaleçam sobre a luz.
      A ti, aurora da Salvação, entregamos o nosso caminho neste mundo, para que, sob a tua guia, todas as pessoas descubram Cristo, luz do mundo e único salvador, que reina com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos dos séculos. Amém!
                      (João Paulo II)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

quarta-feira, 25 de maio de 2011

25 - RECEBER O ESPÍRITO SANTO JUNTAMENTE COM OS APÓSTOLOS E OS SEGUIDORES DE JESUS



LEITURA (At 1, 14; 2, 1-4)

REFLEXÃO:
      Com a descida do Espírito Santo, a Igrej nascia e se fortalecia. Pentecostes é um marco histórico na vida da Igreja, que continua ainda hoje no Cenáculo inovando os dons do Espírito Santo, sempre unida a Maria, a Mãe de Jesus. O Espírito Santo sempre esteve presente na vida de Maria, mas em dois momentos essa presença foi marcante: na Anunciação, quando ela concebeu Jesus em seu seio virginal, e no dia de Pentecostes, quando a Igreja nascia para a missão de evangelizar. Que lugar o Espírito Santo ocupa em minha vida?

ORAÇÃO:
      Ó Maria, nos dias em que permanecestes no Cenáculo como mestra, conforto e Mãe dos Apóstolos, invocastes e recebestes a plenitude do Espírito Santo, o amor do Pai e do Filho.
       Maria, pelas vossas humildes orações que sempre comovem o coração de Deus, alcançai-me a graça de compreender o valor da pessoa humana, que Jesus salvou à custa de seu sangue, na cruz. Que possamos viver intensamente o dom de ser chamados a ser filhos de Deus; a participar da missão de Jesus como discípulos e missionários. Sejamos sensíveis aos apelos dos irmãos que sofrem, das crianças, dos jovens, dos adultos e dos idosos. O espírito missionário nos anime e as necessidades de todos os povos nos sensibilizem profundamente.
      Escutai a nossa prece, Mãe da Igreja e Rainha dos Apóstolos. Amém!

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

terça-feira, 24 de maio de 2011

24 - SER ACOLHIDA NA COMUNIDADE DE JESUS, ENTRE SEUS DISCÍPULOS


LEITURA: (Jo 19, 26-27)

REFLEXÃO:
      Com serva do Senhor, Mãe e Discípula de Cristo, Mãe da Igreja, Maria nunca se distanciou da comunidade. Participava dos momentos de oração e partilha e dos ensinamento deixados por Jesus. Ainda hoje Maria continua presente em cada comunidade, em cada família e em cada grupo que se reúne em nome de Jesus. Será que sentimos, em nossas reuniões de família, de oração, nos círculos bíblicos, nas experiências pastorais e missionárias a presença de Maria que, como discípula, nos acompanha, como Mestra nos orienta e como mãe nos protege e nos dá segurança?

ORAÇÃO:
      Ó Maria, Mãe de Jesus e minha Mãe, contemplo-voas aos pés da cruz de vosso Filho. Enquanto agonizava, ele vos cofiou a Igreja. Então o vosso coração abrasou-se e abriu-se para acolhê-la: acalentastes a Igreja nascente e amparastes com oração e com a palavra; e fortalecestes com vossa vida exemplar.
       Como Mãe carinhoso, do céu velais sobre todo o povo de Deus e seus pastores. Por vós, a fé se conserva no mundo, muitos se santificam e as forças do mal são vencidas.
       Ó Mãe da Igreja, tão grande e tão humilde, aumentai em nós a bondade de coração, a doçura e a fortaleza. Assim seja.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

23 - JESUS É COLOCADO NO SEPULCRO


LEITURA: (Lc 23, 52-55)


REFLEXÃO: 
       Sabemos quanto é triste para uma mãe ver um filho morto e mais ainda acompanhá-lo a sepultura. Jesus mostrou sua compaixão por aquela mãe, a viúva de Naim, que acompanhava o enterro do seu único filho. Tal foi sua compaixão, que realizou um milagre. Vejamos no evangelho: ao vê-la o Senhor encheu-se de compaixão por ela e disse: "não chores"! Aproximando-se, tocou no caixão, e os que o carregavam paravam. Ele ordenou: "jovem, eu te digo, levanta-te!" O que estava morto sentou-se e começou a falar. E Jesus o entregou a sua mãe. (Lc 7, 13-15). Saber consolar os que perdem um ente querido é demonstração de grande sabedoria e grande caridade. E o melhor consolo é a presença, a companhia, muitas vezes silenciosa, e acima de tudo a oração, que será de grande consolo para os familiares e de benefício espiritual para o falecido.

ORAÇÃO:
      Senhor Jesus Cristo, Rei da Eterna Glória, pela intercessão de Maria e dos Santos acolhei no vosso Reino os que morreram. 
      São Miguel, conduzi-os todos a luz santa, prometida a Abraão e a sua posteridade.
      Senhor, ofereço-vos sacrifícios e preces de louvor. Aceitai-os pelos que adormeceram e acolhei-os na luz e glória eterna. Aumentai minha fé e dai-me sentimento de solidariedade para com esses meu irmãos falecidos. Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno! E a luz perpétua os alumie! Descansem em paz. Amém.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ....

Maria, a Mulher profetizada

Maria, a Mulher profetizada
A primeira coisa que o Evangelho de São João (Jo 19,26-29) nos chama a atenção é quando Jesus fala de Maria, chamando-a de mulher. Nenhum de nós chamaria sua mãe de “mulher”, mas por que Jesus chama Maria de mulher? Ele olha para São João e diz: “Mulher este é seu filho, esta é tua mãe”. São João fez questão de colocar esta palavra “mulher” aqui. É Importante levarmos em consideração as palavras de Jesus na cruz, porque as pessoas morriam de sufocamento na cruz. Podemos imaginar a grande dificuldade de Jesus que se erguia na cruz para poder falar. Todas as 7 palavras de Jesus na cruz são de extrema importância, pois foram dizeres escolhidos para aquela hora.
Portanto Jesus chama Maria de mulher porque estava cumprindo a profecia de Gn 3,15 “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar ”. No dia em que foi cometido o pecado original e a humanidade se torna escrava de satanás, Deus da a promessa do dia em que a serpente terá a cabeça esmagada pela descendência e pela mulher.
O pecado original aconteceu quando a primeira mulher, Eva, colheu o fruto da árvore. A redenção aconteceu porque a segunda mulher tinha O Fruto no seu ventre: Jesus. Debaixo da árvore da cruz colhemos o fruto da redenção que é Jesus. A segunda Eva triunfa porque diz “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua palavra” Lc 1,38. No apocalipse de São João esta mesma mulher aparece revestida de sol.
No projeto de Deus Maria tem um papel a desempenhar e nós precisamos ser a descendência dessa mulher. Como nós podemos ser filhos de Maria? Jesus providencia isso na cruz pronunciando essas palavras benditas “Mulher, eis o teu filho. Filho, eis a tua mãe” Jo 19,26-27, Ele nos da Maria como mãe aos pés da cruz. Ela é a nova Eva.
Uma vez filhos, existe uma inimizade entre nós e a serpente. Vivemos o tempo da luta.
Estamos no tempo Pascal. Israel vivia no Egito e era escravo do Faraó. Antes de Jesus vir ao mundo todos eram escravos de satanás como Israel era do Egito, mas com a morte de Jesus na cruz fomos libertos. Saímos da escravidão de satanás para entrar no céu, é ela que nos espera.
Antes do povo entrar na Terra prometida existem 40 anos de deserto, o tempo do combate, da luta. Esse é o tempo da Igreja, uma luta, um combate, é exatamente o que está previsto por Deus. E esse tempo é o tempo em que Jesus nos dá os sacramentos. É o tempo de Deus.
Satanás sabe que foi derrotado, que ele não tem chance de vitória, pois Jesus já venceu e lhe resta pouco tempo. A derrota de satanás aconteceu na entrega de Jesus na cruz. E por que continuamos lutando se já vencemos? Satanás quer nos colocar no lugar dele de derrota. O problema é que ele é mentiroso, faz propaganda enganosa, nos promete paraíso, mas o que vem é inferno. Ele nos seduz e caímos na dele, vamos atrás do paraíso e já passa a viver o inferno aqui.
Precisamos decidir se somos descendentes da mulher ou de satanás. Aqui está a decisão e é por isso que existe uma luta, pois somos livres para escolher. O discípulo acolheu a mulher, se você não acolher não será descendente. Existe luta porque podemos nos perder.
A Virgem Maria, nossa mãe, pede oração, penitência e conversão do nosso coração. Precisamos acolhê-la como Mãe. Maria é um exemplo luminoso para nós.
Quem foi a criatura mais perfeita que Deus já fez? Lúcifer e Maria. Quando Lúcifer foi criado ele era o anjo da luz, uma criatura maravilhosa, mas aquele que era grande e superior por causa de sua soberba e revolta contra Deus se tornou o pior de todos e se encontra no inferno. Ele era perfeito, mas a corrupção o levou para baixo. Maria não foi criada como a mais perfeita das criaturas porque ele é um ser humano. Mas por causa da sua humildade, obediência e abertura a Deus foi crescendo e merecendo a graça de Deus ate chegar ao cume das alturas se tornando a mais perfeita de todas as criaturas, acima de todas porque Deus exaltou os humildes. A soberba de Lúcifer o derrubou e a humildade de Maria a elevou.
Não tenha medo em exaltar Maria, pois ela foi a humilde das humildes.
Ela vai nos acolher no céu para nos dizer: “Filho, chega de sofrer. Entra para a casa do teu Pai. Você tem um lugar junto de Deus”.
Nossa Senhora é um grande presente, mas onde Ela está em nossa vida? O demônio está interessado em levar as almas para o inferno e Nossa Senhora quer levar as almas para o céu. Existem vários critérios para discernir entre pocessão e problemas psicológicos, mas quero mencionar um dos pontos em que os exorcistas identificam uma real pocessão, é o ódio a Virgem Maria. Se formos na Bíblia em Gênesis 3,15 , vemos isso claramente: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar.”
Maria de Nazaré uma Mulher pobres e simples, Deus olha pra Ela e diz: “És minha predileta.” O demônio odeia Maria porque Jesus nasce de uma mulher simples. Deus elevou Nossa Senhora sobre os anjos, isso deixou satanás revoltado, porque ele queria assumir esse posto. Maria tem uma força no plano da Salvação. Aí nasce a revolta do mal , travamos uma batalha contra o mal , mas temos Maria conosco. Quem deu a Virgem Maria tamanha grandeza não fomos nós, foi Deus. Jesus honrou Maria como Mãe, Ele guardou o quarto mandamento. *Pe. Gabriele Amorth, ouviu de um outro padre as palavras do demônio durante um exorcismo, disse que odeia Nossa Senhora porque Ela é a mais humilde, obediente e pura, e a única que o pode vencer pois nunca foi tocada pelo pecado.
Fatos como esse nos abre os olhos para vermos com deve ser nosso amor a Nossa Senhora , a Virgem multiplica em seu silêncio suas vitórias. Amados, Maria está conosco, Ela defende-nos do mal. A oração do terço nos leva a essa intimidade com Nossa Senhora, no terço meditamos o Evangelho.
As batalhas espirituais que vivemos é contra o pecado não brinquemos com isso, Maria está ao nosso lado nesta batalha. Maria cuida de nós e esmaga a cabeça do maligno, e que seu Coração Imaculado triunfe em mim e em todo mundo. Amém!
Nota: Pe. Gabriele Amorth é um dos seis exorcistas oficiais do Vaticano e um dos mais experientes exorcistas da atualidade, segundo ele, já fez mais de 40.000 exorcismos.

OS DEZ MANDAMENTOS PARA A CURA – 10 OLHARES DE JESUS

OS DEZ MANDAMENTOS PARA A CURA – 10 OLHARES DE JESUS



Os dez mandamentos para a cura são os 10 olhares de Jesus, o olhar de Jesus misericordioso e o olhar de Nossa Senhora, o olhar de mãe cura e o olhar do filho confiante também cura.

O olhar da Virgem Maria Mãe de Deus é um olhar de onipotência suplicante em nosso favor.

Deus o vê, porque Ele o vê, Ele quer amá-lo e curá-lo. Deixe-se ser atingido por esse olhar amoroso de Deus!

Recordando os 10 mandamentos:

1º Creia que Jesus Cristo está vivo. Crer que Ele continua curando nos dias de hoje. E Ele o quer sádio.

2º Reconhecer-se enfermo e necessitado de cura e libertação.

3º Pedir e confiar na misericórdia de Deus.

4º Romper com o mal e com o pecado.

5º Em todas as ocasiões, louve a Deus. O louvor cura.

6º Não guarde mágoa nem ressentimento. Reze pelos seu opressores. O louvor + o perdão gera a cura.

7º Participe com frequência dos sacramentos, principalmente o da Reconciliação e da Santa Missa.

8º Participe de maneira ativa de sua comunidade de fé.

9º Viva no senhorio de Jesus.

10º Viva as orientações médicas.




domingo, 22 de maio de 2011

22 - JESUS É TIRADO DA CRUZ E COLOCADO NOS BRAÇOS DE MARIA


LEITURA: (Jo 19, 28-30)

REFLEXÃO:
      Maria olha para seu Filho e tira-lhe a coroa de espinhos, como para aliviar seus sofrimentos. Olha para seu coração aberto, transpassado pela lança do soldado. Nele ela vê todos os seus Filhos pelo quais Jesus deu a vida. Ela sente compaixão de todos nós. Como Maria saibamos abraçar as dores de nossos irmãos, procurando aliviá-las, sem mágoas ou ressentimentos, pois muitas vezes nós colaboramos para os sofrimentos de nosso próximo, por causa da nossa ambição e egoísmo. Tenhamos nós também o coração cheio de piedade e compaixão pelas dores da humanidade, especialmente dos pobres, oprimidos e marginalizados em consequência de uma sociedade capitalista e corrupta.

ORAÇÃO: (Is 53, 4-5)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...


Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

21 - AGONIA E MORTE DE JESUS NA CRUZ


LEITURA: (Jo 19, 25) (Mt 27, 45-46. 50)

REFLEXÃO:
      Associada a Paixão de Jesus, Maria cooperou para a salvação de cada um de nós. Diante de Maria, Mãe da Dores, aos pés da cruz de Seu Filho, quais são os nossos sentimentos? O primeiro é de consolo, mas também de pedido de perdão. É uma mãe amorosíssima, que chora a morte de seu Filho único, vítima de nossos pecados. Ele morreu para que fóssemos salvos. Em seguida agradecimento pela entrega total que ele fez por nosso amor. Nós sabemos do que as mãe são capazes pelo bem dos próprios filhos! E Maria, como Mãe Universal, demonstrou isso em altíssimo grau.

ORAÇÃO: (Sl 51, 1-4. 9-10 . 12-14)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...
 

20 - ENCONTRO COM JESUS CARREGANDO A CRUZ A CAMINHO DO CALVÁRIO


LEITURA: (Lc 23, 27)

REFLEXÃO:
       Todas as mães sentem como suas as dores dos filhos. A Mulher Cananéia, quando pediu a Jesus curasse sua filha disse: Senhor, filho de Davi, tenha compaixão de mim: Minha filha é cruelmente atormentado por um demônio! (Mt 15,  22). Maria, por meio dos apóstolos, ficou sabendo da prisão de Jesus. Com Jeremias podemos repetir: banhada em lágrimas de dor, chora a noite toda. De todos os antigos amantes, nenhum a consola (Lm 1, 2). Em seguida, soube que Pilatos havia condenado Jesus a morte de cruz e que já o estavam levando para o calvário, carregando ele mesmo a cruz nos ombros. Maria, ao ver o filho caminhando para o calvário, queria abraça-lo, mas os soldados a repeliam. Ela, porém, continuou seguindo a Jesus. Como carrego a minha cruz? Peço a Deus que me ajude, mas sou forte e corajoso(a) como Maria?

ORAÇÃO: (Lm 1, 12-13. 16)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...
  

quinta-feira, 19 de maio de 2011

19 - PERDA DO MENINO JESUS NO TEMPLO



LEITURA: (Lc 2, 41-52)

REFLEXÃO: 
      Qualquer mãe pode avaliar a aflição da perda de um filho. Muitas que passaram por esta experiência ficaram desesperados, perdendo todo o gosto pela vida. É uma dura realidade a existência de inúmeros pais à procura de seus filhos perdidos. Vemos todos os dias fotos de crianças desaparecidas. Que fazer?
      A dor de Maria foi imensa! Perder seu filho, o filho de Deus? Deveria haver uma explicação, uma motivação muito forte para o Menino Jesus separar-se dos pais e deixá-los angustiados. Ele tentou explicar; contudo, os seus pais não compreenderam ... Maria, no entanto, guardou aquelas palavras em seu coração juntamente com a dor. Que nunca nos aconteça de perder Jesus em nossa vida, por causa de nossos pecados ou de nossa indiferença, às graças e aos apelos divinos.

ORAÇÃO: (Sl 42, 1-4. 6. 9.)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

quarta-feira, 18 de maio de 2011

18 - A FUGA PARA O EGITO


LEITURA: (Mt 2, 13-14 e 20)

REFLEXÃO:
      Depois de ter superado a angústia de aceitar Maria, grávida de Jesus, José novamente é chamado para uma participação ativa no ministério do Filho de Deus. É chamado a protegê-lo contra a prepotência e a ambição de um monarca que sentia seu poder ameaçado pelo anúncio da existência de um outro Rei. Diante de toda essa situação, podemos imaginar o sofrimento de Maria, a Mãe, que devia emigrar para um País estrangeiro, aventurar-se num mundo desconhecido, de religião e costume diferentes. A Sagrada Família é um exemplo vivo para muitas famílias que deixam a própria terra e vão para lugares desconhecidos, com o objetivo de dar melhores condições de vida para seus filhos. De um lado, é necessário muito coragem e determinação, de outro lado, deve haver muito acolhimento e oportunidades para que possam viver com irmãos e filhos do mesmo pai.

ORAÇÃO: (Sl 138)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Mari, Glória-ao-Pai ...

terça-feira, 17 de maio de 2011

17 - PROFECIA DE SIMEÃO A RESPEITO DA PAIXÃO DE JESUS


LEITURA: (Lc 2, 22-35)

REFLEXÃO: 
      Maria, que ainda celebrava em seu coração as alegrias do nascimento de seu Filho, sentiu uma tristeza imensa invadir-lhe a alma. E essa dor a acompanhou por toda a vida de Jesus e a preparou para o sacrifício supremo de entregar também ela, como o Pai, o seu Filho para a salvação da Humanidade. Semelhante dor acontece também hoje para muitos pais e mãe. Alguns se desesperam, amaldiçoam a Deus e perdem a fé. Outros, pais heróicos, como Maria Santíssima, confiam na sabedoria e no amor de
Deus que é Pai e quer sempre o melhor para seus filhos, mesmo que seja difícil compreendê-lo.

ORAÇÃO: (Lc 1,68-79)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA:

      Ó SENHORA MINHA, MINHA MÃE, EU ME OFEREÇO TODO(A) A VÓS, E EM PROVA DA MINHA DEVOÇÃO PARA CONVOSCO, VOS CONSAGRO NESTE DIA OS MEUS OLHOS, OS MEUS OUVIDOS, A MINHA BOCA, O MEU CORAÇÃO E INTEIRAMENTE TODO MEU SER. E PORQUE ASSIM SOU VOSSO(A), Ó INCOMPARÁVEL MÃE, GUARDAI-ME E DEFENDEI-ME COMO FILHO(A) E PROPRIEDADE VOSSA. AMÉM.

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

segunda-feira, 16 de maio de 2011

16 - JESUS 'E RECONHECIDO PELOS SEUS DISCÍPULOS E PELO POVO COMO FILHO DE DEUS


LEITURA: (Mt 15, 16-17; Mt 14, 33; Jo 1,34; Jo 1, 49; Gl 4, 4)

REFLEXÃO:

      Maria sabia desde a anunciação do anjo que o menino que nasceria dela era o "Filho do Altíssimo!" Que alegria ver outros acreditarem que Jesus era o "Filho de Deus encarnado!". Sua esperança na Salvação que viria por meio dele se fortalecia e ela continuava a meditar e guardar todas estas coisas em seu coração. Aos pés da cruz, ela ouviu a declaração solene: (Mt 27, 54) - (Lc 22, 70).

ORAÇÃO: (Jo 1, 1-14)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...
    

domingo, 15 de maio de 2011

15 - ENTRADA TRIUNFAL DE JESUS EM JERUSALÉM


ORAÇÃO: (Mt 21, 9-11)

REFLEXÃO:
      Maria certamente soube da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. O seu coração de mãe exultou de alegria ao ver seu Filho aclamado e louvado pelas multidões. Porém, ela o seguia na fé e no amor e com esperança da realização da Promessa de Salvação que era missão do enviado do Pai. A alegria de Maria não é triunfalista, ela conhece a fragilidade do ser humano, que hoje clama, mas amanhã condena. Contudo, sua esperança se apoia na rocha sólida que é Deus. Sua esperança diz que o pessoa sempre se lembrará "daquele que passou fazendo o bem a todos".

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...


Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

sábado, 14 de maio de 2011

14 - INSTITUIÇÃO DA EUCARISTIA


LEITURA: (Mc 14, 22-24)

REFLEXÃO:
      A Eucaristia foi a maneira original e divina que Jesus encontrou de permanecer entre nós, mesmo depois de ter voltado ao seio do Pai. A Celebração da Eucaristia ou Missa faz memória da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, a partir da Última Ceia. A comunhão, ao lado do ofertório e da consagração do pão e do vinho, são as principais partes deste culto católico. Nele se realiza, para nós hoje, a Ceia Pascal, em que Cristo Vivo e Pão repartido se dá em alimento a nós, fortalecendo-nos para a longa e árdua jornada da vida terrena.

ORAÇÃO:
       Com Maria Santíssima, Sacrário Vivo do Filho  de Deus, rezemos:

      Tão sublime sacramento, adoremos neste altar,
      pois o Antigo Testamento deu ao Novo seu lugar.
      Venha a fé por suplemento os sentidos completar.
      Ao Eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador,
      ao Espírito exaltemos, na Trindade eterno amor.
      Ao Deus Uno e Trino, demos a alegria do louvor.
      Amém.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

sexta-feira, 13 de maio de 2011

13 - SER RECONHECIDA POR JESUS COMO A PESSOA COMO MELHOR ACOLHE A PALAVRA DE DEUS E A PÕE EM PRÁTICA


LEITURA: (Mt 3, 31-35; Lc 11, 27-28)

REFLEXÃO: 
       As palavras do evangelho acima são bem claras. Maria é bem-aventurada, não apenas por ser a Mãe de Jesus, mas muito mais pela sua fé, pela coragem de acompanhar seu Filho em seu mistério público, como verdadeira discípula que ouve com atenção do Mestre e a põe em prática. Tornou-se exemplo e inspiração das autêntica seguidora de Jesus, inserida na comunidade que então nascia sob seus cuidados e orientação. Tornou-se a Mãe da Igreja nascente. A declaração de Jesus confere direitos iguais ao homem e a mulher; mãe, irmãos e irmãs serão abençoados se partilharem a palavra de Deus.

ORAÇÃO: (Sl 119, 1-12)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

11 - NAS BODAS DE CANÁ, O PEDIDO DE MARIA É ATENDIDO


LEITURA: (Jo 2, 1-12)

REFLEXÃO:
      Maria aceitou o desafio e assumiu sua missão de medidadora e colaboradora como aquela que fala ao mundo e pede obediência ao seu Filho. Foi Maria que trouxe Jesus à humanidade, foi ela que criou as circunstâncias de sua autorrevelação, no casamento de Caná. Foi Maria que formou e sustentou a primeira comuidade cristã, a Igreja nascente. Aprendamos de Nossa Senhora a fé e a obediência a Jesus. Como na anunciação, em que ela afirmou: faça-se em mim segundo a tua palavra, todo dia ela repete para nós, seus filhos (as): FAzei tudo o que ele vos disser.

ORAÇÃO: (Sl 25, 4-14)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

12 - AS BEM-AVENTURANÇAS PROMULGADAS POR JESUS


LEITURA: (Mt 5, 1-3)


REFLEXÃO:
      A felicidade dos pobres significa a profunda transformação que Jesus trouxe à terra. Ele trouxe uma verdadeira inversão de valores. Enquanto o mundo proclama felizes os ricos, os fortes, os grandes, os corruptos, os que sabem gozar a vida, JESUS anuncia que os bem-aventurados e felizes são os pobres, os mansos, os que choram, os puros de coração, os misericordiosos, os que respeitam e buscam os direitos dos próximos e os que sbem sofre pela justiça e paz. Para estes últimos o Reino de Deus está aberto, eles são os destinatários privilegiados da graça de Deus. E nós, de que lado estamos?

ORAÇÃO: (Mt 5, 1-12)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

terça-feira, 10 de maio de 2011

10- JESUS INICIA SUA VIDA PÚBLICA

 
LEITURA: (Mc 1,15 - Jo 1,36 - Mc 1,7-8)

REFLEXÃO:
      Maria, que até então exercia os direitos de mãe, percebeu que chegara o momento de passar a ser discípula do Filho, colaborando com ele na instauração do Reino de Deus no seio da humanidade. A esperança de um Reino de paz, de bondade e de misericórdia encheu seu coração. O Reino de Deus está próximo ... Jesus veio lançar a semente do verdadeiro Reino. O discípulo autêntico de Jesus rega esta semente com a água de sua fé, protege-a com a firmeza de sua esperança e a faz crescer com o ardor de sua caridade. Somos também nós missionários do Reino de Jesus?

ORAÇÃO: (Sl 24)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

9 - JESUS É BATIZADO POR JOÃO BATISTA, QUE O APRESENTA COMO O MESSIAS ENVIADO


LEITURA: (Mt 3, 13-17)

REFLEXÃO:
     Jesus foi ao encontro de seu primo João Batista que, por chamado especial de Deus, tornou-se o precursor do Messias prometido. Ele pregava o Batismo da conversão e da penitência e era a voz de quem clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor ... Sua veste era feita de pelos de camelo, e usava um cinto de couro à cintura; o seu alimento era gafanhotos e mel silvestre (Mt 3, 3-4). Jesus quis iniciar sua missão pública com o batismo para mostrar a importância deste sacramento para a vida cristã do discípulo e do missionário. Lembramos algumas vezes o dia do nosso batismo? Agradecemos a Deus o dom de sermos seus filhos? Renovemos nossas promessas do Batismo.

ORAÇÃO:
      Trindade Santíssima, Pai, Filho e Espírito Santo, presente e atuante na Igreja e na profundidade do meu ser. Eu vos adoro, amo e agradeço. E pelas mãos de Maria, minha Mãe Santíssima, ofereço-me, entrego-me e consagro-me inteiramente a vós, nesta vida e na eternidade.
      Pai Celeste, a vós me ofereço, entrego e consagro como filho(a).
     Jesus Mestre, a vós me ofereço, entrego e consagro comoirmão e discípulo.
      Espírito Santo, a vós me ofereço, entrego e consagro como templo vivo para ser santificado.
      Maria, Mãe da Igreja e minha Mãe, vós que estais em íntima união com a Santíssima Trindade, ensinai-me a viver em comunhão com as três pessoas divinas, a fim de que a minha vida inteira seja um hino de glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Amém.

\CONSAGRAÇAO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória-ao-Pai ...

domingo, 8 de maio de 2011

8 - ALEGRIA PELA RESSURREIÇÃO DE JESUS



LEITURA (Mt 28, 5-7)

REFLEXÃO:
      A ressurreição de Jesus renovou todas as coisas. Lemos no Livro do Apocalipse: Ele enxugará toda lágrima de seus olhos. A morte, a luta, a dor não existirão mais (cf Ap 21, 4). Maria participa intensamente das alegrias da ressurreição de seu Filho. Com os 11 apóstolos, com os discípulo e com as mulheres que acompanharam Jesus, ela vive a comunhão da fé que faz ver nos acontecimentos a realização das palavras de Jesus que 3 dias depois ressuscitará (Mc 9, 31). A ressurreição de Jesus é base de nossa fé, depois, diz São Paulo: se Cristo não ressuscitou, a nossa pregação é sem fundamento, e sem fundamento é também vossa fé (1Cor 15, 14). Faz-nos viver ainda na esperança de que um dia ressuscitaremos para a comunhão e gozo eterno com o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

ORAÇÃO (Sl 36, 6-11)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

sábado, 7 de maio de 2011

7 - ALEGRIA EM RECEBER DE JESUS, NO CALVÁRIO SÃO JOÃO COM FILHO


LEITURA: (Jo 19, 26-27)

REFLEXÃO:
Maria não é apenas uma figura maternal em relação à pessoa que crê em seu Filho. Ela é a Mãe da Igreja, sa amplidão de sua maternidade não tem limites. Sua vida e ação abrangem toda a comunidade humana. Desde a Anunciação, Ela coopera com a palavra de Deus, tornando possível a transformação da história do mundo pela sua resposta positiva a iniciativa de Deus. E agora, após a morte de Jesus,  sua missão continua e intensifica. Como Maria temos que reconhecer os nossos deveres não só pessoais e familiares, mas também comunitáriose sociais.

ORAÇÃO À RAINHA DOS APÓSTOLOS
Jesus misericordioso, eu Vos agradeço porque me deste Maria, como Mãe. 
Maria, eu vos agradeço, porque deste, à humanidade, o Jesus, o mestre divino, caminho, verdade e vida! Agradeço-vos, porque no calvário nos aceitastes como filho(a)s. Vossa missão está unida a de Deus, que "veio procurar e salvar o que estava perdido". Oprimido pelos meus pecados, refugio-me em vós, ó minha Mãe, minha esperança! Assisti-me com misericórida, como um filho doente! Quero receber vossos cuidados maternais! Tudo espero de Vós: perdão, conversão, santidade. Entre os vossos filhos, coloque-me numa categoria particular: a dos mais necessitados, nos quais abundou o pecado onde havia transbordado a graça. Estes vos inspiram cuidados especiais. Acolhei-me entre eles. Fazei o grande milagre, transformando  um pecador em missionário! Será um grande prodígio e uma glória vossos filhos e para vós, minha Mãe! Tudo espero de Vós coração, ó Mãe, mestra e rainha dos apóstolos! Amém.

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

sexta-feira, 6 de maio de 2011

6 - CONVIVÊNCIA POR 30 ANOS COM O FILHO DE DEUS E SEU FILHO


LEITURA: (Lc 2, 51-52)

REFLEXÃO:
      Maria era aberta ao novo e ao diferente. Não se apegava aos velhos modos de vida. Mas, fora de casa, em Belém ou fugindo para o Egito, deve ter desejado uma vida mais calma e a segurança de um lar. Isso ela encontrou em Nazaré e para lá levou suas experiências, enraizadas profundamente na fé, de peregrina e exilada. Estava, pois, preparada para ensinar a Jesus as lições de vida que tivera nas lutas e sofrimentos fora de casa. Quantos momentos de alegria ela deve ter vivido, em Nazaré, sob o mesmo teto de seu filho, que ela sabia ser também o filho de Deus! Na intimidade do Lar, Maria formava Jesus, do mesmo modo que já o havia formado na intimidade de seu corpo. Como é o nosso lar? Lugar de paz e de aconchego?

ORAÇÃO
      Senhor, abençoa nossas famílias!
      Abençoa essa fonte geradora de cidadãos conscientes e livres.
      Abençoa os lares, para que em todos eles reinem a compreensão e a harmonia.
      Abençoa os pais, para que sejam amor, força e sustento para todos.
      Abençoa as mães, para que sejam luz, vida e ternura.
      Abençoa os filhos, a fim de que possam crescer honestos e responsáveis.
      Abençoa, Senhor, nosso Pai, todos nós, para que sejamos irmãos, sem distinção de raça, cor, religião e costumes.
      Enfim, que a Sagrada Família, Jesus, Maria e José, seja nossa companheira de caminhada nessa Terra, para que um dia nos encontremos, todos juntos, na casa que tu preparaste. Amém!

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...



Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

quinta-feira, 5 de maio de 2011

5 -NASCIMENTO DE JESUS


LEITURA: (Lc 2, 6-14)

REFLEXÃO
      O nascimento de Jesus foi um acontecimento que trouxe esperança em plena pobreza e desamparo. Jesus nasceu na periferia da vida, não no centro. Maria e José, num estábulo, foram testemunhas do maior acontecimento da história da humanidade. Deus fazendo-se um de nós. Maria sentiu-se sozinha. Não havia pessoas para dar as boas-vindas ao seu filho. Só mais tarde ocorreu o canto dos anjos e a visita dos pastores e dos magos. Hoje o nascimento de Jesus acontece em nossa vida quando estamos vigilantes e vivemos na simplicidade, como os pastores, ou, então, quando saimos de nosso comodismo e viajamos ao sinal da estrela que nos aponta Deus na pessoa de nosso irmão necessitado.

ORAÇÃO
      Maria, Mãe de Jesus, com os pastores nós vamos ao presépio de vosso filho para dar-lhe as boas-vindas e agradecer o dom de seu nascimento entre nós.
      Concedei-nos ser também anunciadores da presença e da mensagem de paz, de alegria e de vida que Jesus trouxe para toda a humanidade.
      Pedimos também ao querido Menino Jesus:
      Abençoe as famílias que procuram viver na harmonia e no amor!
      Abençoe as mães e pais que buscam dar a seus filhos uma educação sadia e cristã.
      Abençoe os filhos para que trilhem sempre o caminho do bem e da honestidade.
     Abençoe a todos nós livrando-nos dos perigos das doenças e dos vícios, da violência e das discórdias.
     Querido Menino Jesus, olhe para nossas necessidades e conceda-nos as graças de que mais precisamos. Amém!

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

quarta-feira, 4 de maio de 2011

4- ALEGRIA POR SÃO JOSÉ TER ASSUMIDO A PATERNIDADE ADOTIVA DE JESUS


LEITURA: (Mt 1, 18-21.24)

REFLEXÃO
      Deus pediu a José algo que era extremamente difícil para os homens moldados pelos valores do patriarcado. Pediu-lhe que rompesse com as leis antigas e acolhesse a lei do novo testamento. Depois de Maria, Ele foi o primeiro a crer no Filho de Deus e viver o seu evangelho. Ele era um homem "justo" e sua justiça se transformou na justiça do Deus de Jesus que exalta os humildes, ampara os pobres e salva os pecadores. E Maria Santíssima, a mais humilde das criaturas, exultou de alegria ao ver que o Todo-Poderoso operava maravilhas em sua serva que havia acreditado em suas promessas. Como é a nossa fé em Deus diante das dificuldades da vida? Confiança absoluta? Ou desespero? 

ORAÇÃO: (Sl 34, 2-9)

CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA ...

Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória-ao-Pai ...

O Perfil Materno de Nossa Senhora

Imagem de Destaque

Maio: mês de Maria

É um convite para voltarmos nosso olhar a esta Mãe
As referências dos Evangelhos e do Atos dos Apóstolos a Maria, Mãe de Jesus, apesar de poucas, deixam ver muito desta privilegiada criatura, escolhida para tão alta missão. São Paulo, na Carta aos Gálatas (4,4), dá a entender claramente que, no pensamento divino de nos enviar o Seu Filho, quando os tempos estivessem maduros, uma Mulher era predestinada a no-Lo dar. Para que se compreenda a presença da Virgem Maria nesta predestinação divina, a Igreja, na festa de 8 de dezembro, aplica à Mãe de Deus aquilo que o livro dos Provérbios (8, 22) diz da sabedoria eterna: "Os abismos não existiam e eu já tinha sido concebida. Nem fontes das águas haviam brotado nem as montanhas se tinham solidificado e eu já fora gerada. Quando se firmavam os céus e se traçava a abóboda por sobre os abismos, lá eu estava junto dele e era seu encanto todos os dias". Era, pois, a predestinada nos planos divinos.
Para se perceber melhor o perfil materno de Nossa Senhora, três passagens bíblicas podem esclarecer isso. A primeira é a das Bodas de Caná, que realça a intercessora. Quando percebeu – o olhar feminino que tudo vê e tudo observa – estar faltando vinho, sussurra no ouvido do Filho sua preocupação e obtém, quase sem pedir, apenas sugerindo, o milagre da transformação da água em generoso vinho. Ela é, de fato, a mãe que se interessa pelos filhos de Deus que são seus filhos.
Outra passagem do Evangelho esclarecedora da personalidade de Maria é a que nos mostra seu silêncio e sua humildade. O anjo a encontra na quietude de sua casa, rezando, para dizer-lhe que fora escolhida por Deus para dar ao mundo o Emanuel, o Salvador. Ela se assusta com a mensagem celeste, porque, na sua humildade, nunca poderia ter pensado em ser escolhida do Altíssimo. Acolhe assim, por vontade divina, a palavra do mensageiro, silenciosamente, sem dizer, nem sequer ao noivo, José, o que nela se realizava. Deus tem o direito de escolher e por isso ela diz apenas o generoso “sim” que a tornou Mãe de Deus.
O terceiro traço de Maria-Mãe é sua corajosa atitude diante do sofrimento. Ao apresentar o seu Jesus no templo, ouve a assustadora profecia do velho Simeão: “Uma espada de dor transpassará a tua alma”. Pouco mais tarde, estreitando ao peito o Menino Jesus, deve fugir para o Egito com o esposo, para que a crueldade de Herodes não atingisse a Criança que – pensava ele, Herodes – lhe poderia roubar o trono. Quando seu Filho tem doze anos, desencontra-se dele e, ao achá-Lo após três dias, queixa-se amorosamente: “Por que fizeste isto? Eu e teu pai te procurávamos, aflitos”. Sua coragem se confirma na Paixão e Crucifixão de Jesus. De pé, ali no Calvário, sofre e associa-se ao sacrifício do Redentor. É a mulher forte, a mãe corajosa e firme, a quem a dor não derruba. De fato, a espada de Simeão lhe atravessara a alma e o coração. É a Senhora das Dores.
Maio, mês dedicado a Nossa Senhora, pela piedade cristã, é um convite para voltarmos nosso olhar a esta Mãe querida para pedir-lhe que abra as mãos maternas em bênção de carinho sobre nossos passos nesta difícil escalada da Jerusalém celeste.

Dom Benedicto de Ulhoa Vieira
Arcebispo Emérito de Uberaba - MG


Extraido de www.cancaonova.com/canais/formacao